sexta-feira, 2 de março de 2012

sempre penso em vc. Mais de tardezinha que de manhã, mais naqueles dias que parecem poeira que assenta e com mais força quando a noite avança. Não são pensamentos escuros, embora noturnos…
Sabe, eu me perguntava até que ponto você era aquilo que eu via em você ou apenas aquilo que eu queria ver em você. Eu queria saber até que ponto você não era apenas uma projeção daquilo que eu sentia, e se era assim, até quando eu conseguiria ver em você todas essas coisas que me fascinavam e que no fundo, sempre no fundo, talvez nem fossem suas, mas minhas, e pensava que amar era só conseguir ver, e desamar era não mais conseguir ver, entende?
Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu.
Mas se você tivesse ficado, teria sido diferente?
Melhor interromper o processo ao meio: quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais — por que ir em frente?
Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia — qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê. Melhor do que não sobrar nada, e que esse nada seja áspero como um tempo perdido.
Tinha terminado, então. Porque a gente, alguma coisa dentro da gente, sempre sabe exatamente quando termina.
Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas. Uma lembrança boa de você, uma vontade de cuidar melhor de mim, de ser melhor para mim e para os outros. De não morrer, de não sufocar, de continuar sentindo encantamento por alguma outra pessoa que o futuro trará, porque sempre traz, e então não repetir nenhum comportamento. Ser novo.
Mesmo que a gente se perca, não importa. Que tenha se transformado em passado antes de virar futuro. Mas que seja bom o que vier, para você, para mim. Te escrevo, enfim, me ocorre agora, porque nem você nem eu somos descartáveis.
. . . E eu acho que é por isso que te escrevo, para cuidar de ti, para cuidar de mim – para não querer, violentamente não querer de maneira alguma ficar na sua memória, seu coração, sua cabeça, como uma sombra escura.
Mas se você não me procura, é porque consegue viver bem.
.......Mas se você não me procura, é porque consegue viver bem.
Não sei mais falar, abraçar, dar beijos, dizer coisas aparentemente simples como "eu gosto de você". Gosto de mim.
Tô tão só, Zézim. Tão eu-eu-comigo.
A todo instante lembro de quando estava tudo em aparente paz.(...) um jogo onde não haveria vencedor nem vencido, apenas um gentil fracasso final compactuado e compartilhado amável por ambas as partes.
Embora não conheça o ponto onde devo chegar, é para lá que me dirijo cega, aos trancos.
Embora eu costumasse dizer que não era bom, absorvia vibrações, todas as vibrações, as energias. Boas, más, todas.
Não tem coisa melhor (nem pior) do que gente.
Procurando com meus olhos, ando viciada em coisas lentas, lentas e essenciais, em música e, sobretudo, estou viciada em silêncio.
Não sei quanto tempo durou. Sei q de repente a gente se afastou e, olhando um pro outro, começamos a rir feito loucos outra vez

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

M.A




Todos conhecem a velha máxima que afirma: Amor com amor se paga! Eu sempre ouvi o povo dizer, que é muito bom a gente ter um grande amor, sorrir, cantar e curtir essa paixão. Você querido é assim, nas suas atitudes o seu amor é entregue com entusiasmo e arrebatamento.
Sei que sou displicente e estou lhe devendo a verdadeira recíproca. Percebo que não lhe ofereço tudo de bom que poderia lhe dar. Peço-lhe desculpa por não ter sido como você, que serve seu amor em um vaso de ouro, cheio de flores perfumadas, derramando carinho e atenção, até chegar ao exagero.
Percebi isso em tempo e com certeza vou mudar. Quero ser sua rainha com atitudes de escrava, demonstrar todo carinho que você sempre mereceu. Pretendo ser sua namorada, sua amante e sua companheira de todas as horas. Vou agir como já deveria estar agindo, pagando com juros todo o amor e carinho que recebo.
Vou fazer com que você perceba a mudança e que possa sentir também o quanto te amo. Nunca mais responderei friamente toda atenção que parte de você. Quero ser mais efusiva na manifestação do meu amor, vou beijá-lo com muito mais calor, sabendo que assim você será muito mais feliz.

Prometo, nossa relação será mais calorosa.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012


Como loucos, vivemos perseguindo a tal felicidade. Meio cegos, nem percebemos quando ela de fato está sentada no nosso colo. Surdos, não ouvimos os sinais que a vida nos dá diariamente. É uma perseguição sem fim. Uma busca constante. E uma pequena descrença, já que existem aqueles ditados que falam que felicidade dura pouco. Quer saber? Não concordo. A felicidade mora dentro da gente. Só que nem sempre temos capacidade de perceber. A felicidade é sutil. É uma poesia, um pedaço de manga, um gole de vinho, uma música que arrepia. A felicidade é tão simples. Um abraço em quem a gente não vê faz tempo, um carinho de um amigo, um beijo em seu amor. É andar de mãos dadas, encostar a cabeça no ombro do outro no cinema, dormir juntinho. É cheiro de café passado, susto que passa logo, lambida de cachorro no nariz e perfume de flor. A felicidade é serena. Uma ferida que sara, a calça que finalmente entra, a tão desejada voz do outro lado do telefone.
Enfim,
Sou apaixonado por abraços. Não resisto a segurança de abraços fortes, sinceros que me envolvem e sinto como se um choque de esperança me fizesse ver as coisas de outra maneira. Então, poupe-se de procurar palavras pra me agradar, de algo que me faça sorrir e me sentir melhor… Apenas me abrace, e me segure bem forte!”

M.A

Vida informa: falta de coragem causa perda de momentos incríveis
Vive menina. Vive. Porque o tempo cura, e traz pra vida da gente um motivo maior pra seguir. Acredite: O passado não tem volta.
Eu não tenho muito cuidado com as coisas.
Quando vejo, já estou pisando em sonhos.
Sorte minha meus sonhos serem anti-menina desastrada.
Caiu, doeu, machucou. Agora levanta, sorria e mostre para o Mundo o que você aprendeu.

mais um dia se passa ....

E eu continuo nao querendo um conto de fadas, quero um conto
de maturidade.
>Olhe para trás !
veja os obstaculos que vc
ja superou.
Veja quanto vc ja aprendeu
nessa vida e quanto ja cresceu.
Olhe pra frente!
não fique parado, levante-se
quando tropeçar e cair .
Estabeleça metas,tenha planos
e prossiga com firmeza.
Olhe pra dentro!
conheça seu coraçao e
analise seus projetos;
mantenha puro seus sentimentos.
Não deixe que o orgulho, a vaidade,
a inveja dominem seus pensamentos
e seu coração.
Olhe para o lado!
socorra quem precisa de voce.
Ame o proximo e seja sensivel
para perceber as necessidades
daqueles que nos cercam.
Olhe para baixo!
Não pise em ninguem...
perceba as pequenas coisas e
aprenda a valoriza-las .
Olhe para cima !
Há um Deus
que te ama muito e tem
todas as coisa sob seu controle.
Olhe para Deus !
perceba a profundidade, a riqueza
e o poder da bondade divina.
Sinta esse Deus que olha para voce .